segunda-feira, 27 de março de 2017

Decoração: 5 dicas para uso de papel de parede

Um dos itens mais conhecidos do universo decorativo, com potencial para transformar o ambiente de forma rápida, é o velho e bom papel de parede! Tenho trabalhado bastante com esse material em projetos de interiores e venho registrando algumas informações interessantes para compartilhar no blog. Segue uma listinha com 5 dicas básicas para quem quer usar papel de parede na decoração:

álbum de papel de parede "Diplomata" da Bobinex - blog Carina Pedro
Álbum de papel de parede "Diplomata" da Bobinex. 

1. Existem no nosso mercado álbuns de papel de parede importados e nacionais. O nacional tem preços bem atrativos, com boa variedade e qualidade. A marca nacional mais conhecida é a Bobinex, que está no mercado desde os anos 60

2. Papel de parede pode ser do tipo lavável e do tipo não lavável, o que significa que alguns poderão ser limpos com pano úmido e outros não. A escolha para o projeto deve levar em conta o local onde queremos aplica-lo e o tempo que queremos que dure.

3. No momento de escolher o local de aplicação do papel de parede é preciso ficar atento a paredes com infiltrações, torneiras e janelas próximas. O papel pode estragar caso aconteça um incidente com água.

4. A aplicação do papel pode ser feita seguindo tutoriais, caso tenha habilidade para isso, ou por profissionais experientes. Geralmente,  o tempo de instalação é rápido, utilizando uma cola que não vem no papel. Isso que o diferencia de um adesivo, por exemplo.

5. Os rolos de papel de parede, em geral, possuem 10 metros x 0,53 e as faixas de papel variam de 4,5 a 10 metros de comprimento, com alturas diversas, dependendo do modelo. Para saber a quantidade de rolos para o projeto, alguns sites disponibilizam uma calculadora ou também é possível fazer esta conta: comprimento da parede x pé direito / 4,2.  

estudos em 3D de composições com papel de parede - blog Carina Pedro
Estudos em 3D de composições com papel de parede.

Como vemos nas imagens acima, existem muitas composições possíveis de se fazer com os papéis nas paredes internas e no teto. São infinitas estampas e temas, por isso o projeto em 3D ajuda bastante a visualizar como o ambiente ficaria decorado. Há também a possibilidade de usar moldura/roda-meio de poliuretano (material que parece gesso, mas não faz sujeira) para criar composições diferentes com dois ou mais papéis de parede. 

Quem quiser mais inspirações tem um post anterior no blog sobre uso de papel de parede no hall de entrada.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Evento: lançamento do livro "Santos: uma cidade e uma paixão"

Quando comecei o curso de fotografia, uma das coisas que foi comentada entre os alunos era a vontade de viajar para fazer registros diferentes. Na mesma conversa, falamos sobre nossa cidade, Santos, e como ela nos oferecia boas possibilidades para fotografar. Então pensei, será que precisamos ir tão longe para encontrar esses lugares incríveis ou é o nosso olhar que deve ser treinado para captar o que há de diferente ao nosso redor?

Respondo a minha pergunta com um sonoro sim, precisamos exercitar o nosso olhar dia a dia, no caminho de casa, da feira, do trabalho, pois nesse percurso podemos encontrar algum assunto para fazer uma foto surpreendente! Enxergar algo diferente em um lugar que estamos acostumados a transitar é um treino ótimo para quando quisermos sair pelo mundo clicando além dos pontos turísticos.

Santos tem alguns lugares muito especiais para fazer esse exercício. Um deles é o centro histórico do Valongo, onde podemos encontrar edifícios restaurados, que abrigam estabelecimentos comerciais, escritórios e instituições culturais. Todo santista ou visitante deveria tomar um cafezinho na Bolsa do Café e depois caminhar calmamente pela Rua XV de Novembro e Rua do Comércio, observando cada detalhe da paisagem que sobreviveu à passagem do tempo.

Outro cantinho especial é o bairro da Ponta da Praia, onde se tem uma vista única da nossa orla marítima, especialmente naqueles finais de dia ensolarados. Destaco dois elementos muito marcantes que encontramos ali, a mureta branquinha que separa a calçada da praia e o píer, onde se tem uma visão privilegiada dos navios, barcos, canoas e ainda sentimos uma brisa gostosa do mar. De lá até o bairro do Gonzaga, é uma delícia caminhar ou alugar uma bike, observando o nosso lindo jardim, com uma parada para tomar água de coco.

A avenida Ana Costa, no Gonzaga, é outro caminho bacana para percorrer a pé, sem pressa, para apreciar alguns edifícios históricos, como o Atlântico Hotel, a famosa Praça da Independência e o Shopping Parque Balneário (ou "shopping velho", como falamos por aqui). Nesta mesma avenida também se encontra um antigo cinema de rua que ainda funciona, o "Cine Roxy", e indo em direção à antiga "linha da máquina" (onde agora passa o VLT), cruzamos com o antigo Colégio São José, onde passei boa parte da minha vida de estudante.

Santos é mesmo uma cidade encantadora, que merece ser registrada de formas diferentes nesses 471 anos de história! E para quem já é apaixonado pela cidade ou ainda quer conhecê-la, a boa notícia é o lançamento do livro "Santos: uma cidade e uma paixão", com belas fotografias históricas e inéditas de lugares especiais, como os que contei acima, textos sobre a evolução da cidade da arquiteta Débora Blanco Bastos e muito mais!

O dia do lançamento será 17 de março, às 18h30, na Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi, Av. Juscelino Kubitschek, 2041. Vale ressaltar o ótimo preço da publicação, de 544 páginas, que poderá ser adquirida no local: R$ 70,00 (setenta reais).

lançamento do livro "Santos: uma cidade e uma paixão", divulgação blog Carina Pedro
Lançamento do livro "Santos: uma cidade e uma paixão"

Publipost.

Kindle Amazon

Addthis

Pin It button on image hover